Depois do comando \documentclass podemos colocar os pacotes “extra” que quisermos. Para isso recorremos ao comando \usepackage.

Em minha opinião, há dois pacotes essenciais quando queremos escrever um texto em português: o babel e o inputenc.

Com o código:

\usepackage[portuguese]{babel}

fazemos com que o compilador traduza expressões como “table of contents”, “chapter” ou “appendix” para o português e passa também a escrever as datas com os nomes dos meses em português.

Já com:

\usepackage[latin1]{inputenc}

permitimo-nos o uso de caracteres com acentos e cedilhas.

Há muitos outros pacotes que se podem colocar no preâmbulo, na maior parte das vezes vou adicionando-os à medida que vou necessitando como é o caso da inserção de figuras, da formatação das margens das páginas ou de tipos de letra especiais – para indicar conjuntos de números por exemplo – mas estes que indiquei são fundamentais à partida.

Nos próximos posts vou focar alguns desses pacotes.

EDIT(13/12/2013)

Mudei para

\usepackage[utf8]{inputenc}

para introduzir os caracteres especiais.