Uma coisa que me aborrece é escrever texto matemático inserido numa linha de texto. O que normalmente acontece é o texto matemático ficar mais pequeno que o resto do texto, e isto acontece mais quando trabalhamos com fracções ou raízes. Mas não é um problema exclusivo do texto matemático em linhas.

Já há algum tempo, numa procura por resolver este problema encontrei o seguinte comando:

\displaystyle

e usa-se da seguinte forma:

texto texto texto $\displaystyle texto matemático$ texto texto texto

Exemplo:

$\displaystyle A(x)=\frac{x^3+2x+1}{x-x^2}$\,.

Resultado sem \displaystyle:

A(x)=\frac{x^3+2x+1}{x-x^2}\,.

Resultado com \displaystyle:

\displaystyle A(x)=\frac{x^3+2x+1}{x-x^2}\,.

Bom… isto até é muito bonito, mas o que me “atormentava” era o facto de ter que inserir em todos os ambientes matemáticos o comando \displaystyle, e foi a solução para este problema que me fez escrever este post.

Recorremos ao comando \everyXXX !!!

Inserimos no preâmbulo a seguinte linha:

\everymath{\displaystyle}

e… temos o comando \displaystyle aplicado a toda a matemática! E já não precisamos de o escrever mais!

Clique em mais para continuar… 🙂

(mais…)