Para incluir imagens em documentos \LaTeX podemos usar alguns pacotes, mas o mais usual é o graphicx. Incluímos então no preâmbulo a linha:

\usepackage{graphicx}

Depois, no local onde queremos introduzir a imagem usamos o ambiente figure. Começo a explicação com um exemplo típico:

\begin{figure}[h]

\center

\includegraphics[width=10cm]{imagens/omeubrowser}

\label{omeubrowser}

\caption{O meu browser}

\end{figure}

Primeiro vou desde já explicar um mecanismo simples do \LaTeX. Muitas vezes recorremos a ambientes para realizar uma determinada tarefa, como inserir uma tabela, inserir texto centrado, equações ou mesmo uma ou mais imagens. Nesses casos temos que abrir o ambiente com um \begin{ambiente} e terminamos com um \end{ambiente}.

Neste caso o ambiente que usamos é o ambiente figure.

Logo de seguida temos a possibilidade de introduzir um conjunto de opções entre []. São elas:

  • h – Para que a imagem fique exactamente na parte do texto em que é introduzida (here);
  • t – Para a imagem aparecer no topo da página (top);
  • b – Para a imagem aparecer no fundo da página (bottom);
  • p – Para a imagem aparecer numa página só com figuras ou tabelas.

Depois aparece a opção \center que faz com que o que está dentro do ambiente, ou seja entre os comandos \begin e \end, esteja centrado. Claro que podemos sempre retirar este comando se não for isso o pretendido.

Na linha seguinte está o comando \includegraphics que é onde incluímos o nome do ficheiro da imagem que queremos incluir no documento. Mas temos muitas mais opções que podemos explicitar.

Sendo o comando total da forma:

\includegraphics[opção1, opção2, opção3, ...] {ficheiro}

As opções estão relacionadas com a aparência da imagem, algumas das mais importantes são: width (largura), height (altura), angle (roda a figura num ângulo explícito) e scale (transforma a figura de acordo com a escala indicada). Todas estas opções são usadas do seguinte modo: opção = valor, e não interessa a ordem em que são apresentadas. Exemplo: width=10cm – é importante indicar as unidades em que estamos a trabalhar.

Outras opções que podemos usar são:

  • keepaspectratio = true/false – usado para manter o aspecto da figura caso sejam indicados valores para a largura e altura.
  • origin = valor – para marcar o centro de uma rotação definida pela opção angle. Pode tomar o valor bl (canto inferior esquerdo), c (centro), t (topo), r(direita) ou qualquer combinação lógica destas opções como tr.
  • draft = true/false – se assinalada como true em vez de na impressão nos aparecer a imagem aparece apenas uma caixa vazia.

O caminho onde temos o ficheiro depende da estrutura dos directórios. Pessoalmente costumo criar um directório onde salvo o meu documento .tex e dentro desse directório crio um novo directório a que chamo “imagens”. Assim, supondo que queremos inserir uma imagem de nome árvore.jpg no documento temos que indicar o caminho imagens/árvore.jpg.

ATENÇÃO!! A barra usada no caminho é / e não \ para não haver confusão com um qualquer comando que inicia sempre com \.

A comando agora implementado no exemplo será:

\includegraphics[width=3cm]{imagens/árvore.jpg}

Que tipo de imagens usar?

Quando estamos a usar pdflatex o tipo de imagem que podemos usar são: .jpg, .png ou .pdf.

Por último temos as linhas

\label{omeubrowser}
\caption{O meu browser}

A primeira destas refere-se à identificação desta figura em especial. A segunda é usada para indicar a legenda a colocar na figura. O \LaTeX faz uma numeração automática dos gráficos inseridos.

About these ads