Fevereiro 2010


Cansado de andar sempre a escrever \rightarrow, resolvi criar um comando para escrever limites.

O comando é simples e apenas é necessário introduzir a variável, o valor para o qual tende e a expressão analítica da função, assim, usando esse comando só tenho de escrever

\limit{x}{+\infty}{\frac{a^x}{x^p}}

para substituir:

$\lim_{x\rightarrow \infty} \frac{a^x}{x^p}$

que depois se transforma em:

\displaystyle{\lim_{x\rightarrow \infty} \frac{a^x}{x^p}}

O comando, a introduzir no preâmbulo do documento, é o seguinte:

\newcommand{\limit}[3]
{\ensuremath{\lim_{#1 \rightarrow #2} #3}}

simples!

NOTA: Nos meus documentos costumo usar o comando \everymath{displaystyle} e no limite apresentado acima também o usei.
Anúncios

O texto que escrevemos em ambientes matemáticos é escrito, se nada se fizer para o prevenir, em itálico e tudo junto ou seja, a frase: “texto com algumas palavras” fica escrita assim: texto com muitas palavras.

Para evitar esta má formatação, devemos usar o comando \textrm que permite escrever texto formatado em ambientes matemáticos.  Assim, usando o comando mencionado podemos escrever:

\displaystyle \frac{1}{2}, \textrm{ \'e um \textbf{n\'umero racional}}

usando apenas

\[\frac{1}{2}, \textrm{ é um \textbf{número racional}}\]

NOTA: como o wordpress não suporta acentos em latex tive de usar as velhas formas \’e e \’u para escrever o texto acima.

Mas se não houver qualquer acento ou não quisermos escrever simplesmente uma fórmula(com letras claro!) sem letras em itálico, podemos usar o comando \mathrm dentro do ambiente matemático:

\mathrm{x=\displaystyle\frac{-b\pm \sqrt{b^2 -4ac}}{2a}}

que se obtém escrevendo:

\mathrm{x=\displaystyle\frac{-b\pm \sqrt{b^2 -4ac}}{2a}}

Uso este comando quando não tenho de usar acentos nem parênteses ou quando quero colocar toda a equação com esta formatação uma vez que podemos por o mathrm a envolver a equação em si porque os símbolos que não são letras continuam a ser considerados como símbolos matemáticos impossíveis de considerar em ambientes de texto.

Há variações deste comando:

  • \mathit – para itálico
  • \mathbf – para negrito
  • \mathsf – sans serif
  • \mathtt – typewriter
  • \mathcal – caligrafia
NOTA: como se viu acima, estas versões também existem para \text mas são mais usuais.

 

Edit: No vídeo mostro como alterar a linha entre as colunas, como fazer uma quebra de coluna e como formatar as colunas de forma que a todas as colunas, excepto a última, ocupem a página toda.

O package multicol permite a criação automática de colunas através do ambiente multicols.

O package carrega-se no preâmbulo com o habitual

\usepackage{multicol}

e o único que temos de fazer é abrir o ambiente multicols fazendo-o acompanhar pelo número de colunas que queremos (máx. 10).

Por exemplo (para duas colunas):

\begin{multicols}{2}
...
\end{multicols}

muito útil em exercícios com algumas alíneas… pouca espaço, papel e dinheiro. 🙂